Geneplus

ATJPlus - Nelore

Conceitos

A ideia de avaliar e difundir com agilidade a genética de animais jovens e promissores foi desenvolvida no início da década de 90, com pioneirismo, pela Embrapa Gado de Corte, com a implantação do Programa de Avaliação de Touros Jovens – ATJ. Desde a sua criação este Programa foi baseado em parceria com criadores e centrais de inseminação, Universidades e a ABCZ. A estratégia deste programa consistia em identificar touros jovens promissores e promover, via inseminação artificial, a intensa utilização dos mesmos em rebanhos parceiros garantindo rápido e significativo aumento do número de suas progênies. Isto tornaria seus resultados mais acurados na avaliação genética, aumentando a segurança do criador em investir naqueles touros jovens que se provassem melhoradores. Além de contribuir para a redução do intervalo de geração devido ao maior uso de touros jovens, o ATJ possibilitou a ampliação da oferta de novas opções de touros aos criadores, o que trouxe significativos ganhos em variabilidade genética.

 

No momento de implantação deste programa, havia um único touro Nelore em coleta comercial de sêmen com menos de três anos de idade nas cinco centrais visitadas. Atualmente, as centrais de inseminação trabalham com dezenas de touros jovens em suas baterias, além de se contar, nos sistemas de produção, com milhares de outros em monta natural, evidenciando a contribuição do programa para o melhoramento genético, principalmente, da raça Nelore.

 

Em 2011, o Programa Geneplus realizou uma reformulação do ATJ, que passou a ser denominado ATJPLUS. O objetivo nesta nova fase é a identificação e avaliação de touros jovens promissores nos rebanhos integrados ao Programa Geneplus da Embrapa.

 

Para ingressar no ATJPLUS, o touro candidato, produto de inseminação artificial ou monta natural, deve atender aos seguintes requisitos: apresentar, na população dos animais ativos, Índice de Qualificação Genética (IQG) classificado na categoria Elite (até 16% de percentil); ter sido classificado com notas cinco ou seis para conformação frigorífica à desmama e com nota seis ao sobreano; possuir RGD definitivo emitido pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e idade inferior a três anos.

 

Após a identificação dos animais pelo Geneplus uma vistoria é feita, obrigatoriamente, por no mínimo dois dos Técnicos do Programa, sendo os animais escolhidos encaminhados para quarentena e coleta de sêmen. No ano de 2011, foram selecionados 12 touros jovens promissores, os quais foram expostos durante a 4ª Expogenética em Uberaba - MG. Estes touros foram encaminhados para a Central de Inseminação Tairana para a coleta de sêmen sendo este enviado para a Central Araucária, que ficou responsável pela distribuição dos lotes de sêmen destes touros às Fazendas colaboradoras.

 

A partir de 2012, com base em parceira técnica com o Programa Geneplus, a Central Alta Genetics do Brasil passou a se responsabilizar pela coleta e distribuição do sêmen. De cada reprodutor serão distribuídas um mínimo de 200 doses entre os participantes do projeto.

 

Outra parceria técnica foi estabelecida com a Biogénesis- Bagó para fornecimento de protocolos de IATF, os quais serão distribuídos aos usuários do ATJPLUS nos anos de 2012 e 2013.

 

O Programa ATJPLUS agradece aos criadores e às empresas parceiras pela participação e convida a todos para que estejam a postos para o aproveitamento desta nova oportunidade para o melhoramento genético das nossas raças de corte.

 

 

Alternativas e requisitos para ingresso no ATJPlus

Há duas alternativas para a pré-seleção e indicação de animais para ingresso no Programa Geneplus de Avaliação de Touros Jovens - ATJPlus, a saber:

 

1ª. Indicação do Técnico responsável pelo acompanhamento da propriedade

Nesta opção, as condições e requisitos são:

  1. Machos oriundos de inseminação artificial ou monta natural;
  2. Índice de Qualificação Genética Básico (IQGb) na categoria Elite (até 16% de percentil), na população dos animais ativos, conforme resultados da avaliação genética mais recente, antes do ingresso no Programa ATJPlus;
  3. Avaliação de Conformação Frigorífica dentro do respectivo grupo de contemporâneos com nota cinco ou seis, à desmama, e nota seis, ao sobreano;
  4. Idade inferior a 24 meses;
  5. RGD definitivo, emitido pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

 

2ª. Prova de eficiência alimentar na Embrapa Gado de Corte

Nesta opção, as condições e requisitos são:

  1. Machos oriundos de FIV, IA ou MN nascidos entre 1º. de agosto a 30 de setembro do ano anterior ao ano de realização da prova;
  2. Índice de Qualificação Genética Básico (IQGb) na categoria Elite (até 16% de percentil) na população dos animais ativos, conforme resultados da avaliação genética mais recente, antes do ingresso no Programa ATJPlus;
  3. Ao final da prova, além da eficiência alimentar, ganho de peso diário e peso ao final da prova, serão também avaliadas as características: perímetro escrotal, área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea, marmoreio, conformação frigorífica e exame andrológico;
  4. Os animais serão ordenados pelo Índice da Prova e dentre os classificados como Elite, com base neste índice, serão indicados como candidatos ao ATJPlus aqueles que houverem sido pré-selecionados pelo Técnico responsável pelo acompanhamento da respectiva propriedade;
  5. RGD definitivo, emitido pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

 

Para a composição definitiva da bateria de touros jovens a serem testados, os animais pré-selecionados de acordo com as opções e requisitos acima descritos serão vistoriados e selecionados, obrigatoriamente, por dois Técnicos do Programa Geneplus, indicados pela Coordenação do Programa, excluindo-se, nesta etapa, o Técnico responsável pela indicação original.

 

Os custos relacionados a esta vistoria final serão de responsabilidade do Criador.

 

PARCEIROS

Alta                                    Biogenesis

 

 

 

 

Sócios

Copyright © 2015 Geneplus Consultoria Agropecuária Ltda. Todos os direitos reservados. dothCom
Geneplus Embrapa