Responsive image

RELATÓRIO DE TOUROS CANCHIM, MA E CHAROLÊS - Edição Outono 2018

CONCEITOS GERAIS

Grupo contemporâneo

É o conjunto de animais, da mesma raça, do mesmo sexo, nascidos no mesmo ano e época, manejados de forma semelhante até a mensuração da característica.

Diferença esperada na progênie (DEP)

Estimada com base nas informações existentes do próprio indivíduo ou de seus parentes, conforme BRINKS (1990), a DEP é a diferença esperada na média das performances das progênies futuras de determinado touro em relação à média das diferenças esperadas das progênies futuras de todos os touros que participaram da mesma avaliação (para o caso de base genética móvel), considerando em ambos os casos acasalamentos com conjunto de vacas que tenham, entre si, o mesmo potencial genético. De outra forma, a DEP é um valor tomado na unidade da característica em questão, de maneira a possibilitar comparações relativas entre os touros. Como exemplo, se um dado touro X tem uma DEP de + 30 g/dia e, um outro touro Y tem DEP de + 60 g/dia, isto significa que se espera que a média das performances das progênies do touro Y seja 30 g/dia superior à média das performances das progênies do touro X. A DEP de um animal, sendo uma estimativa, não é um valor estático, isto é, pode mudar em função da variação do número de informações tomadas em qualquer de seus parentes.

Acurácia

A cada estimativa da DEP está associada uma acurácia que estima o grau de confiança nela depositada. De outra maneira, a acurácia estima a correlação entre o valor estimado e o valor real da DEP do animal. O valor da acurácia pode variar entre 0,0 e 1,0. Em geral, valores de acurácias de 0,7 a 1,0, indicam que a DEP não deve variar drasticamente devido à alteração no número de informações relativas a determinado animal, indicando baixo risco. Por outro lado, valores de 0,0 a 0,3, indicam que consideráveis mudanças podem ocorrer em novas estimativas das DEPs de animais, decorrentes da variação do número de observações relacionadas a estes indivíduos, concorrendo para alto risco. Valores intermediários aos citados acima, indicam risco moderado. Cabe ressaltar que o valor da estimativa da DEP é independente da sua acurácia. Isto quer dizer que, na prática, a DEP é que deve ser o elemento de decisão de se usar ou não se usar determinado touro, sendo a acurácia o elemento de definição da intensidade do seu uso. A medida de acurácia apresentada é a recomendada pelo BIF (Beef Improvement Federation) dos Estados Unidos, sendo, por isso denominada acurácia BIF.

Percentil (%)

Indica qual a posição do animal para determinada DEP ou índice, relativo ao total de animais avaliados. Sendo assim, se um animal tem percentil igual a 5% para DEP PD significa que, para a DEP de peso à desmama, ele está entre os 5% melhores animais dentre a sua categoria (touro, matriz ou produto). O percentil varia de 0,1 a 99%.

Tendências Genéticas

É a regressão das DEPs de cada uma das características em relação ao ano de nascimento, estimadas pelo método de quadrados mínimos ponderados.

Índice de Qualificação Genética

O estabelecimento de um índice tem por objetivo agregar a contribuição genética de um animal nas características, objetivo da seleção, considerando-se os respectivos graus de importância, em um único valor classificatório. O índice estimado é ponderado pelos desvios-padrão das características incluídas. O índice de qualificação genética sugerido é 15%*PN +20%*TMD +30%*PS +20%*CFS +15%*PES, onde PN = peso ao nascer, efeito direto, TMD = total maternal do peso à desmama, PS = peso ao sobreano, CFS = conformação frigorífica ao sobreano e PES = perímetro escrotal ao sobreano.