PROGRAMA DE MELHORAMENTO DA RAÇA CARACU
Edição 2016
Parceria ABCC / Geneplus - Embrapa / IAPAR

 
  O Programa
  Como Obter
  Introdução
  Dados Analisados
  Metodologia
  Resultados
  Conceitos Gerais
  Ref. Bibliográficas
  Agradecimento
  Equipe
  Fale Conosco
  Outros Sumários

 

 

PROGRAMA DE MELHORAMENTO DA RAÇA CARACU

O Programa

A pecuária de corte no Brasil vive um momento especial de crescimento, como resposta a um novo contexto econômico. Ao mesmo tempo em que se aprimoram e se diversificam sistemas de produção, abrem-se novas oportunidades para recursos genéticos de qualidade. A condição sucesso de qualquer empreendimento, no entanto, está condicionada ao atendimento do trinômio genótipo - ambiente - mercado, no qual a adaptabilidade dos animais, a eficiência de produção e a qualidade final do produto são suas principais premissas.
Atentas a esta realidade e cientes do papel que o Caracu pode desempenhar neste cenário, como principal raça taurina adaptada às condições brasileiras, a Associação Brasileira de Criadores de Caracu (ABCC), a Embrapa Gado de Corte e o IAPAR, via Geneplus (Programa Embrapa de Melhoramento de Gado de Corte), vêm propor aos criadores desta raça o programa de melhoramento cujos principais passos são resumidos a seguir.

Objetivo

Identificar e promover a reprodução diferenciada de indivíduos superiores para habilidade materna, precocidade sexual, facilidade de parto, conformação frigorífica e mérito de carcaça.

Fases do programa, observações a serem registradas e ações a serem desenvolvidas

1. Estação de Monta
Além de racionalizar o manejo dos animais na propriedade, a estação de monta possibilita a formação de grupos contemporâneos homogêneos, contribuindo, portanto, para a precisão da seleção. O início da estação poderá variar de região para região, em função das condições ambientais. A sua duração, no entanto, deve ser de 70 dias para novilhas e de 90 dias para vacas adultas. O diagnóstico de prenhez deverá ser realizado 60 dias após o término da estação de monta.

2. Parição
- Pesos ao nascer dos produtos (em até 48 horas após o parto);
- Tipo de parto (Normal (N), Assistido (A) ou Cirúrgico (C));
- Condição da vaca ao parto (Normal (N), Aborto (A), Morte até 48h (M), Vazia (V));
- Pesos e/ou escores de condição corporal das mães, em até 48 horas após o parto (escores de um a seis);

3. Fase Maternal
- Pesos dos produtos ao redor dos quatro meses de idade (para avaliação da habilidade materna).

4. Desmama
- Pesos dos produtos ao redor dos oito meses de idade;
- Escores de conformação frigorífica dos produtos (escores de um a seis);
- Perímetro escrotal;
- Pesos e escores de condição corporal das vacas à desmama (escores de um a seis).

5. Sobreano
- Peso dos produtos entre 13 e 15 meses de idade;
- Conformação frigorífica (escores de um a seis);
- Perímetro escrotal;
- Padrão racial;
- Exame andrológico dos machos pré-selecionados.

Critérios para seleção e descarte

Novilhas
Antes de entrar em estação de monta, as novilhas deverão ser descartadas pelos seguintes motivos:
- Desenvolvimento insuficiente;
- Defeitos anatômicos e aprumos;
- Defeitos desclassificantes, do ponto de vista de padrão racial.
No final da estação de monta deverão ser descartadas as novilhas que se encontrarem vazias.

Vacas adultas
No decorrer de sua vida reprodutiva as vacas adultas serão descartadas com base nas seguintes características:
- Vazias após a estação de monta (preferencialmente);
- IER (Índice de Eficiência Reprodutiva);
- Facilidade ao Parto;
- Desempenho Materno.

Machos
Na desmama devem ser descartados animais que apresentarem defeitos comprometedores de aprumos, malformações testiculares e com escore de musculatura igual ou menor do que três (escala de seis pontos).

Ao sobreano deverão ser descartados os machos com escore de conformação frigorífica inferior a quatro; perímetro escrotal inferior à média do grupo contemporâneo ou que apresentarem defeitos desclassificantes, do ponto de vista do padrão da raça.
De posse das Diferenças Esperadas na Progênie (DEPs), o criador deverá utilizar como reprodutores os indivíduos superiores para as características de interesse econômico, eleitas em função das necessidades do seu próprio rebanho, dentro do plano de melhoramento da raça. A cada ano, dentre os melhores indivíduos quanto à precocidade sexual e conformação frigorífica, serão selecionados aqueles tourinhos promissores para participarem do Programa de Avaliação de Touros Promissores da Raça Caracu (PATPC). Neste sub-programa, ou touros em teste serão avaliados considerando as características relacionadas às fases do programa principal e uma fase complementar de abate.

O suporte para o atendimento deste programa será proporcionado pela parceria entre a ABCC, a Embrapa Gado de Corte e o IAPAR, via Geneplus - Programa Embrapa de Melhoramento Gado de Corte, administrado pela Fundapam (Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária e Ambiental).